9 motivos pelos quais o pároco não deve ignorar o ano do laicato

ano do laicato

O Ano do Laicato já começou e você pode estar se perguntando: o que eu, como pároco, tenho a ver com isto? Leia abaixo motivos importantes pelos quais você precisa ficar atento neste período significativo para a Igreja.

  • O leigo possui um protagonismo na missão da Igreja e necessita redescobrir, com a sua ajuda, este papel no mundo

Na Igreja, encontramos diferentes funções e carismas, mas, ao mesmo tempo, a unidade de missão, conforme o documento Apostolicam Actuositatem (Sobre o apostolado dos leigos). E o Ano do Laicato quer deixar clara essa missão do leigo na Igreja e na sociedade: “(…) Os leigos, dado que são participantes do múnus sacerdotal, profético e real de Cristo, têm um papel próprio a desempenhar na missão do inteiro Povo de Deus, na Igreja e no mundo”.

  • O Ano do Laicato busca reforçar a identidade do leigo, que complementa a sua, como pároco

A mútua cooperação entre os leigos e os sacerdotes é indispensável para o trabalho pastoral na Igreja. “Nas comunidades eclesiais, a sua ação (dos leigos) é tão necessária que, sem ela, o apostolado dos pastores não pode, a maior parte das vezes, alcançar pleno efeito”. (Catecismo da Igreja Católica, 900).

  • O resultado da ação paroquial depende do apostolado dos leigos e de seu compromisso

A paróquia nos dá um exemplo claro de apostolado comunitário porque congrega em uma unidade toda a diversidade humana que aí se encontra e a insere na universalidade da Igreja”. Assim descreve o documento Apostolicam Actuositatem (Sobre o apostolado dos leigos). Esta é uma exortação para que cada leigo trabalhe intimamente unido aos seus sacerdotes.

  • O leigo exerce liderança em várias realidades seculares

Os leigos podem chegar até realidades que muitas vezes são mais difíceis para os padres terem acesso. Seja na educação dos filhos, na cultura, nas artes, profissões, instituições políticas, entre outras. São pessoas com influência e liderança nestas esferas. Especialmente neste Ano do Laicato, esteja por perto para auxiliá-los neste apostolado familiar e social tão importante para a missão da Igreja.

 

  • A diversidade de dons do leigo enriquece o processo de evangelização

Cada leigo possui um dom especial que se encaixa de alguma forma em todo o trabalho de evangelização. Incentivar, ao longo deste ano, para que descubram qual é esse dom é um dos desafios para você. Mas certamente os frutos serão muitos!

 

  • Ajude na formação do leigo e colabore nas atividades do Ano do Laicato

Os leigos devem ser instruídos sobre o verdadeiro significado e valor dos bens temporais. Para que eles possam aprender os princípios da doutrina católica, a fim de prestarem um melhor serviço de evangelização na sociedade, você deve auxiliá-los neste caminho de crescimento espiritual.

 

  • O Ano do Laicato quer incentivar os leigos a saírem da própria zona de conforto

Deixar o egoísmo de lado e se abrir para as necessidades mais urgentes no trabalho da Igreja. Esses serão tópicos importantes que deverão ser trabalhados ao longo deste período. Isso para que a “Igreja em saída”, proposta pelo Papa Francisco, seja vivida e propagada!

 

  • Fique por dentro das atividades, ao longo do Ano do Laicato. Serão eventos importantes para a Evangelização

Sejam seminários, encontros de reflexão, catequeses, palestras, missões de evangelização, etc. Serão muitos os eventos para difundir a missão e responsabilidade do leigo na sociedade. Para que possam se concretizar, o seu acompanhamento será fundamental nestas ações.

 

  • É responsabilidade de toda a Igreja o “legado” que o Ano do Laicato vai deixar

Quais os compromissos e ações serão firmados após todo o ano de trabalho voltado para o papel do leigo? A sua paróquia deverá responder a essa pergunta ao final do ano. Vamos lá!  Ser “Sal na terra e luz do mundo”, conforme o lema do período, é o “Norte” para esta missão tão importante.

Clique aqui e adquira todos os subsídios para o Ano do Laicato.

 

Gostou do post? Então compartilhe!

 

%d blogueiros gostam disto: